DIAMANTES X ZIRCÔNIAS X CRISTAIS X STRASS

Atualizado: 15 de dez. de 2019

Pedras Preciosas e Semi Preciosas fazem parte não só da arte joalheira e da ourivesaria como

da ferramentaria desde a antiguidade.

As opções viáveis sempre foram as pedras naturais, que apesar de disponíveis ao

homem,eram acessíveis somente aos mais abastados.

Somente no último século, com novas tecnologias se permitiu a criação de novas

possibilidades para a joalheria, com o surgimento e popularização da Zircônia, do Strass e de

Cristais como o Swarovski e suas variações.

Isso deixou a Joalheria, que antes era penas um sonho da Nobreza e da Igreja, acessível à

nós, relés mortais!

Mas como saber como saber o que você está usando, qual o valor de cada matéria prima e

melhor combinação com cada metal, por exemplo?



Vem com a gente da Bresciani Jóias conhecer um pouco mais desse mundo que brilha muito!



Zircônias Cúbicas




DIAMANTES


O Diamante é uma Gema Natural de origem mineral formada a partir do Carbono em milhões

de anos- é prensada à altas temperaturas e alta pressão em diferentes profundidades na crosta

terrestre.

É uma das pedras mais duras da natureza ( medida em mohl) somente outro Diamante pode

riscá-lo.

Ao contrário do que muitos imaginam, existem várias tonalidades de Diamantes, que podem

inclusive aumentar muito seu valor comercial.

O que torna o Diamante tão perfeito para a Joalheria é sua lapidação. A mais conhecida

pelo público em geral é a lapidação Brilhante, com 58 facetas.

Além da lapidação, o que determina o valor de um Diamante são sua Cor, sua Pureza ( quanto

menos inclusões de Carbono em seu interior e visíveis, mais pura é a gema) e seu Tamanho,

que vai determinar seu peso ( o peso é determinado em quilates, no caso 100 pontos

equivalem à 1quilate).

Por se tratar de uma Gema com valor significativo, sua aplicação é ideal em Jóias e Utensílios

com materiais mais nobres como Ouro, Platina ou Prata.



ZIRCÔNIA


Apesar de pouco conhecida pelo público em geral, a Zircônia Baddeleyita é um mineral

encontrado na Natureza e que também pode ser utilizado em Jóias.

A Zircônia mais popular, no entanto é a Zircônia Cúbica, produzida em laboratório e que foi

criada com o intuito de imitar o Diamante.

Sua principal característica é o brilho intenso, resistência e durabilidade. É considerado até

hoje a melhor imitação de Brilhantes já produzidas. Visualmente, inclusive para leigos é difícil

diferenciar um Brilhante de uma Zircônia.

Um fator interessante para diferenciar um Brilhante de uma Zircônia é a incidência de luz

quando entra na gema. As Zircônias terão cores do arco-íris, com brilho maior que do Brilhante.

As Zircônias, assim como os Brilhantes são Cravados.




CRISTAL


A primeira noção que se tem do Cristal, é do seu parente mais próximo, o Vidro. Porém essa é

uma visão muito simplista do Cristal.

Todas as referências são quanto à pureza e transparência na fabricação do Vidro e vem da

Idade Média, com mais intensidade na decoração e arquitetura, como podemos ver

principalmente nas Igrejas e Monastério da Itália, principalmente em cidades como Veneza e

na ilha de Murano, que até hoje carrega sua herança nos Cristais.

Mais tarde o tcheco Daniel Swarovski inventou uma máquina que cortava e lapidava o Cristal,

fazendo com que cada peça tivesse uma precisão até então difícil de conseguir à mão, só se

conseguindo com pedras naturais.

Os Cristais, com o processo de Swarovski, podem ser feitos em diferentes formatos e cores

variadas.

Patenteado o processo, os Cristais Swarovski ficaram conhecidos mundialmente e até hoje são

usados nos mais diversos segmentos, além da Joalheria. E nesse caso não são cravados, e

sim coladas, com exceção das pedras maiores.





Zircônia Cúbica - Brilhante - Cristal Swarovski





STRASS


Com a intenção de criar uma pedra com o brilho dos Diamantes, o francês George Friedrich

Strass foi o primeiro a criar esse Cristal- sim o Strass é um tipo de Cristal.

Porém no caso do Strass é um Cristal feito de vidros ou Plásticos dissolvidos em pó ou película

de metal.

É a pedra mais barata de todas, só perdendo para o plástico. Tem qualidade e durabilidade

bem inferior em comparação à Zircônia, por exemplo.

Por isso é indicada principalmente no uso de bijouterias e artesanatos em geral.

Além disso, Brilhantes e Zircônias são cravados e as pedras de Strass são coladas.




Cada umas dessas pedras tem seu valor e uso específico e devem ser respeitados dentro de suas respectivas áreas para que se possam tirar o máximo proveito de sua durabilidade e principalmente de seu brilho individual e intenso.











403 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo